ESTUDO 3

O ESPÍRITO SANTO NO NOVO TESTAMENTO

Nos Evangelhos vemos a ação do Espírito Santo em relação à vida de Nosso Senhor Jesus Cristo. Em Mateus, Marcos e Lucas há 35 referências.

A. Do nascimento de Cristo ao seu batismo

(1) Jesus foi concebido por obra e graça do Espírito Santo (Mt 1.20; Lc 1.35).
(2) João Batista, o precursor, foi cheio desde o ventre de sua mãe (Lc 1.15).
(3) Izabel foi cheia do Espírito Santo (Lc 1.41).
(4) Zacarias profetizou, cheio do Espírito Santo (Lc 1.67).
(5) Simeão recebeu uma revelação acerca do nascimento do Messias (Lc 2.25-27).
(6) João Batista profetizou que Jesus batizaria no Espírito Santo (Mt 3.11; Mc 1.8; Lc 3.16).
(7) O Espírito Santo desceu em forma de pomba no ato do batismo de Jesus (Mt 3.16; Lc 3.22; Jo 1.32, 33).
(8) O Espírito mesmo conduziu o Filho Amado ao deserto (Mt 4.1; Lc 4.1; Mc 1.12).
(9) Jesus Cristo não recebeu o Espírito por medida (Jo 3.34).

B. O Ministério de Jesus e o Espírito Santo

(1) Jesus voltou para a Galiléia pela virtude do Espírito (Lc 4.14).
(2) O Espírito do Senhor sobre Ele (Lc 4.18-21).
(3) Jesus expulsou demônios pelo poder do Espírito Santo (Mt 12.28).
(4) Deus o Pai ungiu Jesus com o Espírito Santo (At 10.38)
(5) O Espírito Santo ressuscitou Jesus dentre os mortos (Rm 8.11; 1 Pe 3.18).
(6) Pelo Espírito, Jesus se ofereceu, imaculado (Hb 9.14).
(7) Antes de partir Jesus deu mandamentos pelo Espírito (At 1.2).

Jesus foi concebido pelo Espírito, andou no Espírito, ressuscitou pelo Espírito. Agora, como o Senhor glorificado, Ele dá o Espírito ao Seu povo, a fim de que possa andar como Ele andou, servir como Ele serviu, viver como Ele viveu e ser erguido dentre os mortos como Ele foi erguido. Urge notar que Ele só começou o seu ministério depois de ser ungido pelo Espírito Santo, de um modo visível, no ato do batismo nas águas.

C. Jesus ensina acerca do Espírito

(1) O Espírito ensinará aos discípulos como hão de falar (Mt 10.19, 20; Mc 13.11; Lc 12.11, 12).
(2) A blasfêmia contra o Espírito Santo não será perdoada (Mt 12.31; Mc 3.29; Lc 12. 10).
(3) Davi profetizou pelo Espírito Santo (Mc 12. 36).
(4) O Espírito será dado em resposta à oração (Lc 11.13).
(5) O batismo nas águas é em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mt 28.19).
(6) Todos devemos ser batizados nas águas e no Espírito Santo (Lc 3.16; Mc 16.16; Lc 24.48, 49).
(7) O Espírito é o que dá vida (Jo 6.63).
(8) O Espírito Santo é como Água Viva para o crente em Jesus Cristo (Jo 4.14; 7.38, 39).
(9) "Eu rogarei ao Pai e Ele vos dará" (Jo 14.16, 17,26).
(10) O Consolador virá da parte do Pai (Jo 15.26).
(11) "Eu vos enviarei o Espírito" (Jo 16.7, 13).
(12) "Recebei o Espírito" (Jo 20.22).
(13) "Ficai em Jerusalém até que do alto sejais revestidos de Poder" (Lc 24.49).

D. O Espírito Santo em Atos

No livro de Atos há 56 referências sobre Ele. O realce mais excelente no livro de Atos é a atividade do Espírito Santo. Seu Poder e Sua Liderança são a base fundamental da Igreja do primeiro século. Ele foi derramado no Pentecoste para capacitar os seguidores de Jesus Cristo a cumprirem tudo quanto o Senhor lhes mandou fazer. O livro de Atos poderia ser chamado de "Os atos do Espírito Santo através dos discípulos". Notemos: Apesar de os discípulos de Jesus serem salvos (Lc 10:20), limpos (Jo 13:10), tendo deixado tudo para segui-LO (Mt 19:27), tendo recebido um sopro do Espírito (Jo 20:22), tendo ouvido os ensinos do Mestre, testemunhado os Seus milagres por mais de três anos e terem sido testemunhas oculares de Sua morte, sepultamento e ressurreição, só lhes foi permitido pregar após serem batizados no Espírito Santo (Lc 24:49; At 1:4,8).
No livro de Atos observamos a Obra Poderosa do Espírito Santo (At 1:8).
Os termos batismo, cheio e dom são todos usados no livro de Atos com referência à Obra Poderosa do Espírito nas vidas de Seus servos. O batismo significa o envolvimento ou posse do indivíduo pelo Espírito. O enchimento significa a entrada na vida da pessoa, em poder e graça - habitação do Espírito Santo (1 Co 3:16). E dom se refere ao fato de que Ele é dado por Deus e não adquirido por esforços próprios, nem comprado por bom preço, nem merecido por dignidade. Observe as expressões seguintes:

1) "Sereis batizados" (At 1:5).
2) "... e todos ficaram cheios" (At 2:1-4).
3) "... derramou isto que vedes e ouvis" (At 2:33).
4) "... e recebereis o dom" (At 2:38,39).
5) "... então Pedro cheio do Espírito Santo"(At 4:8).
6) "... e todos ficaram cheios do Espírito Santo" (At 4:31).
7) "... homens cheios do Espírito Santo" (At 6:3,5).
8) Estevão morrendo, "cheio do Espírito" (At 7:55).
9) "Oraram para que recebessem o Espírito Santo" (At. 8:15-17).
10) A oração de Ananias: "... para que sejas cheio" (At 9:17)
11) "... caiu o Espírito Santo sobre todos" (At 10:44-47).
12) "... caiu sobre eles o Espírito" (At 11:15-17).
13) "... cheios de fé e do Espírito Santo" (At 6:5).
14) "Paulo, cheio do Espírito Santo" (At 13:9).
15) "e os discípulos transbordavam de alegria e do Espírito Santo" (At 13:52).
16) "... concedendo-lhes o Espírito Santo" (At 15:8).
17) "Recebestes, porventura, o Espírito Santo quando crestes?" (At 19:2-6).

(1) A obra supervisora do Espírito Santo

1) Deus mandamento aos discípulos (At 1:2).
2) Julgou os mentirosos (At 5:3,9).
3) Mandou que Filipe se ajuntasse ao carro do eunuco (At 8:29).
4) Arrebatou a Filipe (At 8:39).
5) O Espírito disse (At 10:19; 11:12).
6) Chamou, separou e enviou Barnabé e Paulo (At 13:2,4).
7) "Pareceu bem ao Espírito Santo..." (At 15:28).
8) "Tendo sido impedidos pelo Espírito Santo..." (At. 16:6,7).
9) Constituiu bispos para apascentarem o rebanho (At. 20:28).

(2) A obra reveladora ou profética do Espírito Santo

1) O Espírito Santo falou pela boca de Davi (At 1:16).
2) Ágabo profetizou inspirado pelo Espírito (At 11:28).
3) De cidade em cidade o Espírito revelava a Paulo (At 20:23).
4) Pelo Espírito, diziam a Paulo que não subisse a Jerusalém (At 21:4).
5) "Isto diz o Espírito", falou o profeta (At 21:11).
6) Paulo cita Isaías (At 28:25-27).
7) Profetas, mestres e profetizas que jejuavam, ouviam e profetizavam pelo Espírito (At 13:1,2; 21:9).

(3) Outras atividades do Espírito mencionadas no livro de Atos

1) Testemunhando (At 5:32).
2) Confortando, consolando (At 9:31).
3) Muitos resistiam ao Espírito Santo (At 7:51).
4) Deus, o Pai, ungiu a Jesus com o Espírito (At 10:38).

Torna-se evidente que o Espírito Santo não é uma vaga influência benéfica (consciência), porém, uma personalidade com um propósito.
A terra foi, uma vez, visitada por Deus em forma humana (Jesus Cristo). Ele, ao partir, prometeu a descida do Espírito que veio e está no nosso meio, pronto a agir onde quer que haja corações prontos a recebê-LO. Estes dois acontecimentos são fatos de verdades essenciais do cristianismo.
A Igreja primitiva era constituída de "homens iletrados e incultos" (At 4:13); pobres (At 3:6); sem prestígio (1 Co 4:13); "... é corrente a respeito desta seita que por toda parte é ela impugnada". (At 28:22). E no entanto, "transtornaram o mundo" (At 17:6) e o Evangelho se espalhava pelo mundo de então (Cl 1:6,23). Por quê? Porque eles eram cheios do Espírito Santo e eram guiados por Ele. Eles possuíam o Espírito e o Espírito os possuía. Eles iam com Ele e O sentiam ao lado (Paráclito).